Brilho eterno de uma mente sem lembraças,

Posted by Annick Melo (: On 05:48 1 comment

Joel: Eu tenho mesmo que ir. Tenho que alcançar minha carona.

Clementine: Então vá!


Joel: Eu fui, Achei que talvez fosse maluca. Mas você era interessante.


Clementine: Queria que tivesse ficado!


Joel: Eu também queria ter ficado. Agora eu queria ter ficado, queria ter feito um monte
de coisas. Eu queria ter, eu queria ter ficado, queria sim.

Clementine: Eu desci e você tinha ido!


Joel: Eu saí, saí pela porta.


Clementine: Por quê?


Joel: Não sei. Me senti um menino apavorado. Era mais forte que eu.


Clementine: Estava com medo?


Joel: Estava. Pensei que soubesse que eu era assim. Corri
de volta pra fogueira, tentando superar minha humilhação, eu acho.

Clementine: Foi alguma coisa que eu disse?

Joel: Foi. Você disse: 'Então vá', com tanto desdém, sabe?


Clementine: Me desculpe.

Joel: Tudo bem


Clementine: E se você ficasse dessa vez?


Joel: Eu fui embora pela porta. Não sobrou nenhuma lembrança.


Clementine: Volte e faça uma despedida, pelo menos. Vamos fingir que tivemos uma.

Joel: Eu te amo.


Clementine: Encontre-me em Montauk.

1 Click's:

Ótimo diálogo, um dos melhores do filme.. Me toca de um jeito estranho.

Postar um comentário